Musica Italiana

Parlami d'amore Mariù

( Canta: Vittorio de Sica )
( Autores: Neri - C. A. Bixio - 1932 )

Agradeço o meu querido amigo NonnoGiò por ter-me enviado esta verdadeira perola que foi interpretada
pelo então jovem Vittorio de Sica (30 anos) no filme "Os homens, que sem-vergonhas!" rodado em 1932.

Original em italiano Tradução

Come sei bella, più bella stasera Mariù,
splende un sorriso di stella negli occhi tuoi blu.
Anche se avverso il destino domani sarà,
oggi ti sono vicino. Perchè sospirar?

Parlami d'amore, Mariù,
tutta la mia vita sei tu.
Gli occhi tuoi belli brillano
come due stelle scintillano.

Dimmi che illusione non è,
dimmi che sei tutta per me.
Qui, sul tuo cuor, non soffro più,
parlami d'amore Mariù.

So che una bella e maliarda sirena sei tu,
so che si perde chi guarda quegli occhi tuoi blu.
Ma che importa se il mondo si burla di me,
meglio nel gorgo profondo, ma sempre con te.

Parlami d'amore Mariù,
tutta la mia vita sei tu.
Gli occhi tuoi belli brillano
come due stelle scintillano.

Dimmi che illusione non è,
dimmi che sei tutta per me.
Qui sul tuo cuor non soffro più,
parlami d'amore Mariù.

Dimmi che illusione non è,
dimmi che sei tutta per me.
Qui sul tuo cuor non soffro più,
parlami d'amore Mariù.


Como és bela, mais bela esta noite Mariù,
resplende um sorriso de estrela nos olhos teus azuis.
Também se adverso o destino amanha será,
hoje estou perto de ti. Porque suspirar?

Fala-me de amor, Mariù,
toda a minha vida és tu.
Os olhos teus belos brilham
como duas estrelas cintilam.

Diz-me que ilusão não é,
diz-me que és toda pra mim.
Aqui, no teu coração, não sofro mais,
fala-me de amor, Mariù.

Sei que uma bela e sedutora sereia és tu,
sei que se perde quem olha aqueles olhos teus azuis.
Mas que importa se o mundo zomba de mim,
melhor no vórtice profundo, mas sempre contigo.

Fala-me de amor, Mariù,
toda a minha vida és tu.
Os olhos teus belos brilham
como duas estrelas cintilam.

Diz-me que ilusão não é,
diz-me que és toda pra mim.
Aqui, no teu coração, não sofro mais,
fala-me de amor, Mariù.

Diz-me que ilusão não é,
diz-me que és toda pra mim.
Aqui, no teu coração, não sofro mais,
fala-me de amor, Mariù.